Publicado por: tudodovolei | 27/03/2010

Uma dupla brasileira com certeza!!

 A amazonense Andrezza Chagas e a paulista Cristine Santanna formam uma das duplas brasileiras que estão há mais tempo juntas, disputando o Circuito BB.  Para quem acompanha de perto o vôlei de praia,  já deve ter ouvido falar de Rtvelo e Saka, pois esses são os nomes de Andrezza e Cris quando estão disputando os torneios internacionais, respectivamente.

A dupla se formou em 2006 e logo as atletas em acordo com o governo da Geórgia se naturalizaram georgianas .  As duas competem registadas com os seus nomes georgianos, Rtvelo e Saka, que associados formam o nome do país Sakartvelo que significa Geórgia em georgiano. Andrezza e Cris receberam passaportes da Geórgia com o apoio do Presidente Mikheil Saakashvili, cuja mulher é ex-jogadora de voleibol. Sem tradição alguma no vôlei de praia, já que o país nem praia possui, resolveu investir nesse esporte a fim de buscar mais medalhas nas últimas Olimpíadas em Pequim. 

Essa parceria com a Geórgia proporcionou o sonho de ambas  irem a uma Olimpíada, pois para elas seria muito difícil conquistar a vaga para Pequim representando o Brasil, pelo alto nível do vôlei de praia brasileiro.

Além disso, a nova nacionalidade representou para a dupla um apoio financeiro que não tinham dentro do Brasil. Esse apoio viabilizou melhorias nos treinamentos e proporcionou a dupla a chance de viajar e participar de competições internacionais.

A dupla assim passou a defender a Geórgia nos torneios internacionais de vôlei de praia, como o Circuito Mundial e as Olimpíadas de Pequim em 2008 onde a dupla acabou ficando em 17º.Para finalizar, uma curiosidade entre as atletas é que ambas  são casadas com atletas do vôlei de praia , Andrezza desde 2005 é casada com o jogador Bruno de Paula e Cris é casada com Harley desde 2007.

Anúncios

Responses

  1. Muito legal a reportagem para mim que acompanho o trabalho delas então melhor aiinda… rs
    eu sou muito suspeita pra falar e elogiar essas duas, mas acho bem bacana o que elas fizeram… Ir representar outro país para realizar um sonho é muito digno e é preciso muita coragem para enfrentar todas as criticas que com certeza viriam, e elas sabiam disso, porém enfrentaram tudo e foram atrás de um sonho e o melhor conseguiram realizar…Afinal se não da para realizar um sonho de um jeito nada mais justo que tentar de outro.
    Admiro mto as duas por toda força e garra que elas apresentam ter.
    Mesmo em meio as dificuldades não desistem, mas estão sempre se levantando e tentando de novo.

    Valeu pela matéria Naiana e Ka.

  2. Para quem quiser ir a Olympiada do Rio em 2016, na Suiça tem vage para jogador/jogadora boa. Mas tem um porém, tem que casar com um cidadão Suiço. Assim, dp. de 5 anos pega o passaporte e dá tempo de representar o pais dos alpes e do queijo no Rio. Que tal? Perguntem o jogador Bellaguarda, ele sabe como fazer.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: